Kurt Cobain: Montage of heck (documentário)

KURTCOBAIN_web_2
O doc. cobre muita coisa e, mesmo assim, ainda deixa muito a ser coberto. Seu ponto mais forte (e emocional são as cenas íntimas de Kurt na infância e, mais tarde, na vida doméstica com a mulher e a filhinha. É uma sensação sombria ver os intervalos de alegria em um ciclo de vida e morte tão perturbado. O que mais faz falta são os depoimentos de Dave Grohl, do povo da Sub-Pop e dos outros músicos da cena de Seattle. Parece que o Nirvana surgiu do nada, já pronto, o que não é verdade.

Ruella Bistrô – Pinheiros

image

A unidade do restaurante de sucesso no Itaim, o Ruella de Pinheiros se destaca pelo ambiente descolado, daqueles feitos para casais. Destaque para os drinks, o excelente atendimento e a variedade do cardápio. No jardim, pernilongos ávidos por sangue dominam o espaço. Não tenha pressa, aproveite para curtir o momento à meia-luz.

  • Para quem come, o confit de pato parece ser o carro-chefe
  • Reservar uma mesa pode garantir o sucesso da sua noite

Café Árabe

image

Um Oásis na Faria Lima, o disputado restaurante une executivos e outras espécies dividem o pequeno espaço. No cardápio, pratos bem servidos a preços honestos, esfihas e doces típicos. Em tempos de raios gourmets, a simpatia e o sotaque dos irmãos Nemer e Jorge dita o tom.

  • O local fica na calçada do Shopping Vitrine
  • Vale a pena pedir o tradicional café árabe

Os Últimos Cangaceiros (Cinema nacional arretado)


Como era a vida com a trupe de Lampião e Maria Bonita? Porque algumas pessoas entravam pro grupo? O que aconteceu com quem não foi decapitado pelas volantes? Tirando algum livro ou filme que tem por aí, a história do cangaço brasileiro sempre tem um fio de curiosidade solto. O documentário “Os Últimos Cangaceiros” taí para acertar essas pendências e, de quebra, apresentar o carisma de Moreno e Durvalina. Cinema nacional de primeira. Fora do clichê intelectualoíde ou comédia global.

  • RESENHADO ESPECIALMENTE PELO TÉRCIO SILVEIRA

Conceição Comes & Discos (|Você já comeu arroz com disco?)

TUTANO
Pergunte para os paulistanos qual seu restaurante preferido e cada um vai falar um lugar diferente. Descobri meu mais novo restaurante preferido recentemente: Conceição Comes & Discos. Todo dia o prato principal é arroz com alguma coisa. Quando fui, numa quinta, teve arroz de pato. Bebida: chopp Jupiter. Sobremesa: brownie de chocolate. Tudo fodástico. O ambiente também colabora pra caray e você pode escolher um vinil dos que estão à venda para tocar na vitrola. Fui embora com a promessa de voltar uma vez por mês, no mínimo.

  • Mais detalhes sobre os arroizes do local, na Fan Page deles: Conceição Comes & Discos
  • Sempre achei que arroz deveria ter plural. E que o plural fosse Arrozes
  • A foto acima é de Arroz de abóbora com tutano.
  • RESENHADO ESPECIALMENTE PELO TÉRCIO SILVEIRA

Sense 8 (Seriado muitcho loco do Netflix)

Sense 8 series Netflix
O troço é feito pelos diretores do “Matrix”, mas me lembrou muito “Lost”. É muito personagem, muita traquinagem e um roteiro que dá um duplo twist carpado atrás do outro. A vantagem é que entre locações fantásticas, atuações convincentes e um clima de quebra-cabeças, há humor e bons diálogos. A história prende e funciona. Vale a pena dar ver, sim. Ao mesmo tempo, tenho certeza que você vai querer dar Forward quando alguns personagens aparecerem. Para mim, Sense 6 já estaria bom.

  • Rola um núcleo GLBT embassado. Feliciano, não curtirá!
  • O humor é no Quênia, é minha parte preferida
  • Siga o @Resenha no Twitter. Tem dica musical (quase) de hora em hora, (quase) igual a TeleSena